Pesquisa

Pesquisa e Desenvolvimento

Image45

O Sistema Sentricon* foi desenvolvido através de extensiva pesquisa de campo e laboratório nos útimos anos.

A Dow AgroSciences, em cooperação com o USDA-Forest Service e pesquisadores chaves de várias Universidades, conduziu um número sem precedentes de pesquisa de campo com cupins nos Estados Unidos. O objetivo foi avaliar a efetividade do Sistema Sentricon na eliminação de colônias de cupins subterrâneos encontradas em várias áreas geográficas e diferentes climas.

Dr. Nan-Yao Su (foto), Professor Associado de Entomologia da Universidade da Flórida, conduziu as pesquisas iniciais que comprovaram que o uso do Sistema Sentricon resulta na completa eliminação da colônia de cupins, utilizando-se de uma técnica de tripla marcação e recaptura.

Esta técnica revela a área de forrageamento de uma colônia de cupins e permite uma estimativa do total do número de cupins se alimentando. Isto é conseguido pela coleta e marcação de um número conhecido de cupins, devolvendo-os para a colônia e então recapturando outro grupo de uma amostra casualizada e contando-se o número de indivíduos marcados e não marcados no grupo amostrado.


Cupins marcados e não marcados

Usando cálculos estatíticos baseados na proporção entre indivíduos marcados e não marcados das populações amostradas, pode-se, com grande precisão, estimar o total da população.

Determinando-se o território de alimentação da colônia e seu tamanho antes do Sentricon* ser usado, pesquisadores puderam então documentar que a colônia inteira foi eliminada, não apenas dispersa ou reduzida, como resultado do uso do Sistema Sentricon*.

Em adição à determinação do território de alimentação e do número de cupins se alimentando, a técnica de marcação tripla e recaptura também permitiu aos pesquisadores medir o nível de atividade da colônia pelas anotações da sua taxa de consumo de madeira.

Todas estas importantes informações ajudaram a Dow AgroSciences a estabelecer procedimentos que os técnicos podem usar para determinar se uma colônia foi eliminada.


Hexaflumuron

Os estudos iniciais comprovaram que os Reguladores de Crescimento de Insetos (IGR) foram os componentes de maior sucesso no uso em iscas para cupins, por causa de sua ação lenta e por não terem uma correlação dose-dependente. Hexaflumuron, foi efetivo em todos os cupins subterrâneos de importância econômica. Os testes de campo conduzidos em cooperação com universidades e centros de pesquisa em diferentes países têm comprovado substancialmente que Sentricon promove a eliminação total da colônia de cupim.

Os principais eventos no desenvolvimento de Sistema Sentricon* foram:

1992 - Após anos de desenvolvimento inicial, a Dow AgroSciences estabelece mais de 100 locais de pesquisa de campo através do continente norte-americano e Hawaii, com pesquisadores de universidades e o USDA - Forest Service.

1993 - Dow AgroSciences submete a isca Recruit* e o Sistema Sentricon ao EPA, órgão de proteção ambiental nos Estados Unidos da América, para Registro Federal e solicita Permissão de Uso Experimental para a instalação de 300 campos de experimentação em escala comercial em 21 Estados que apresentavam alta pressão de infestação.

1994 - O EPA aprova Registro Federal. Os testes comerciais foram implantados em 300 locais.

1995 - Lançamento comercial nos Estados Unidos e acompanhamento do Programa de "Introdução Gerenciada" do Sistema Senticon de Eliminação de Colônias. Por este programa, apenas empresas devidamente treinadas pela Dow AgroSciences no uso do Sentricon podem utilizá-lo em seus clientes.

1998 - Início dos trabalhos de pesquisa no Brasil, em parceria com o Instituto Biológico de São Paulo. Por um período de dois anos são realizados estudos de tripla marcação e recaptura para duas espécies de cupins subterrâneos: Coptotermes havilandi e Heterotermes tenuis, confirmando a eliminação da colônia destes cupins. A Dow AgroSciences inicia também uma série de testes de campo com o uso do Sentricon para dar suporte ao pedido de registro ao Ministério da Saúde.

1999 - A Dow AgroSciences submete o pedido de registro ao Ministério da Saúde, no Brasil.

2000 - Nos Estados Unidos, o EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos), confere ao Sentricon o "2000 Presidential Green Chemistry Challenge Award". Este prêmio, oferecido pelo Governo Norte-Americano, reconhece inovações técnicas que incorporam princípios da química "verde"em seu desenho químico, produção e uso.

No Brasil, o Ministério da Saúde aprova o registro das iscas Recruit* II e Recruit AG, para uso no Sistema Sentricon de Eliminação de Colônias de Cupins.

2001 - Lançamento do Sentricon e início do programa de "Introdução Gerenciada" no Brasil.